Botafogo - (21) 3518-8830 / (21) 3518-8836
Tijuca - (21) 2568-2599 / (21) 2568-7650
Méier - (21) 2501-3958 / (21) 2501-1299

Cirurgia Endoscópica da Coluna

Cirurgia Endoscópica da Coluna

O Dr. Felipe Figueiredo é cirurgião de coluna especializado em cirurgias de coluna minimamente invasivas. A cirurgia endoscópica da coluna é um procedimento minimamente invasivo usado para tratar dor nas costas e ciática causada por hérnias discais, artrite espinhal e estenose.

Um endoscópio é uma câmera de vídeo de fibra óptica muito fina, que pode ser usada para ver partes internas do corpo. Endoscópios usados ​​para cirurgia da coluna são tipicamente do diâmetro de um lápis padrão (5-7mm). O endoscópio é inserido no corpo através de uma pequena incisão de “buraco da fechadura”, grande o suficiente para o endoscópio passar. A cirurgia é realizada através da passagem de instrumentos através do endoscópio para remover o material do disco ou esporões ósseos. Os benefícios da cirurgia endoscópica da coluna em comparação com a cirurgia “aberta” tradicional incluem:

  • Pequenas incisões e formação mínima de tecido cicatricial
  • Menos danos aos músculos e tecidos moles adjacentes
  • Perda de sangue diminuída
  • Diminuição da dor e redução da necessidade de medicação para dor
  • Recuperação mais rápida e retorno mais rápido às atividades regulares
  • Procedimentos podem ser realizados como cirurgia ambulatorial
  • Diminuição do risco de infecção pós-operatória
  • Procedimentos realizados sob anestesia local e sedação
  • Procedimentos seguros com monitorização online

Como é o dia da cirurgia endoscópica? Como é realizada essa cirurgia ?

Procedimentos são agendados em hospitais de confiança e com sala de cirurgias equipadas para receber uma cirurgia endoscópica. Como os procedimentos de discectomia, o paciente é levado para a sala de cirurgia, e sedação intravenosa é administrada. Sob anestesia local e sedação, um pequeno tubo de metal é inserido na coluna para visualização direta (0,8 cm). Este tubo serve como uma passagem para as ferramentas cirúrgicas, para que os músculos do paciente não precisem ser rasgados ou cortados. Então, o rasgo anular, o disco protuberante ou o disco herniado podem ser encontrados facilmente sob visualização direta através do tubo.

Sob a orientação da fluoroscopia de raios-x e visualização direta, uma peça da hérnia de disco é puxada para fora com uma pinça. Uma pequena protuberância do disco ou rasgo anular pode ser tratada com um laser (radiofrequência), que vaporiza o material do disco, mata os nervos da dor dentro do disco e endurece o disco para evitar mais vazamentos de material do disco para os nervos adjacentes. Finalmente, o tubo é removido e a incisão é fechada com um ou dois pontos. A cirurgia é completamente guiada através do endoscópico e do aparelho de arco em C.

Na próxima semana continuaremos falando sobre cirurgia minimamente invasiva. Fique ligado!

Voltar para Blog