Botafogo - (21) 3518-8830 / (21) 3518-8836
Tijuca - (21) 2568-2599 / (21) 2568-7650
Méier - (21) 2501-3958 / (21) 2501-1299

Em artigo científico, Mandetta consolida posição por isolamento social

Em artigo científico, Mandetta consolida posição por isolamento social

Resumo.


O novo Coronavírus, chamado SARS-CoV-2, cujos primeiros casos surgiram em Wuhan, China no final de dezembro de 2019 e rapidamente se espalhou para outros países, foi declarado em 30 de
janeiro de 2020 uma emergência de saúde pública de interesse internacional pela Organização Mundial da Saúde escritório regional para a Europa. Mesmo antes da identificação dos primeiros casos do COVID-19 no Brasil, o país articulou várias medidas, desde a criação de portarias e leis, até o isolamento e a quarentena. No entanto, o número de casos aumentou significativamente, exigindo novas medidas, principalmente para reduzir a mortalidade e a piora dos casos. O sistema único de saúde (SUS) e o fato de os países da América Latina estarem entre os últimos com surtos reportados de COVID-19 contribuíram para as ações previstas. Os resultados futuros refletirão
essa preparação antecipada em um país do Hemisfério Sul com grandes diferenças culturais com a Ásia.

Palavras-chave:

COVID19.Brasil. Sistema unificado de saúde socializado. Problemas internacionais de saúde pública e centros de operações de saúde em emergência.

Fonte:

Revista da Sociedade Brasileira de Medicina Tropical

Journal of the Brazilian Society of Tropical Medicine

Vol.:53:e20200167: 2020

doi: 10.1590/0037-8682-0167-2020

https://preprints.scielo.org/index.php/scielo/preprint/view/7/10

Voltar para Blog