Botafogo - (21) 3518-8830 / (21) 3518-8836
Tijuca - (21) 2568-2599 / (21) 2568-7650

Escoliose - Tratamento Cirúrgico

Uma cirurgia poderá ser necessária numa criança mais nova e esta decisão será baseada em vários fatores. Se a curva progredir, a cirurgia deverá ser considerada. O dilema que se apresenta ao cirurgião é o correto momento de quando se operar para evitar a progressão da curva sem impedir seu crescimento futuro. Discutiremos isso mais a frente.

O tratamento cirúrgico é utilizado para pacientes com curvas acima de 40° a 45o durante sua fase de crescimento ou acima desse valor para os que já tenham terminado o crescimento. Os objetivos do tratamento cirúrgico são dois: primeiramente, evitar que a curva continue progredindo e afete os órgãos internos e secundariamente corrigir as curvaturas. Hoje, o tratamento cirúrgico utiliza implantes de titânio ou cromo cobalto. Estes implantes são usados para manter a coluna corrigida na posição desejada até que as vértebras da coluna que foram operadas formem um bloco único de osso. A cirurgia poderá ser realizada por trás (acesso posterior) através de uma incisão longa na linha média das costas, ou pela frente da coluna (acesso anterior). Embora haja vantagens e desvantagens de cada acesso, o acesso posterior é o mais utilizado no tratamento da escoliose idiopática do adolescente e pode ser utilizado para todos os tipos de curvas. O acesso anterior é uma opção quando há uma curva simples torácica ou simples lombar. Muitos fatores pesam na decisão sobre qual o melhor acesso e seu médico avaliará as opções e decidirá qual o melhor para você.

Após o tratamento cirúrgico, nenhum colete ou gesso é utilizado. O tempo de internação varia entre 5 e 7 dias. O paciente pode realizar suas atividades da vida diária e retornar para a escola em cerca de 2-4 semanas. Dependendo das atividades que o paciente está habituado, o retorno total a elas será permitido entre 3 e 6 meses de pós-operatório.

Estes métodos de tratamento são os mais aceitos e foram melhor estudados e serão abordados em outros tópicos e no nosso blog. Tratamentos alternativos para parar a progressão atual ou prevenir progressão futura como quiropraxia, fisioterapia, ioga, etc., não tem comprovado qualquer valor científico no tratamento da escolioseverdadeira, isto é , eles não corrigem a curvatura de uma maneira definitiva.

Entretanto, estes e outros métodos podem ser utilizados com auxílio secundário, como exercício físico no fortalecimento muscular com alívio de dores musculares. Mas não devem, no entanto, ser utilizados isoladamente para tratar a curva na esperança de melhorar a escoliose.

Voltar para Tratamentos